segunda-feira, 6 de julho de 2009

Pense...

É a Educação Estúpido!!!

Como disse no post anterior, estou de férias e vim visiatr meus parentes e amigos na minha cidade natal.

Hoje de manhã, fui à casa da minha irmã e conversando com ela sobre a educação do meu sobrinho me espantei pela quantidade de cursos que ele está fazendo com apenas 9 anos. São simultâneamente 3 cursos, graças ssuas boas notas na escola: Turismo, Informática e Introdução às Ciências. Ainda no bate-papo ela me revelou que sempre que pode compra um livro para ele ler. Fui dar uma olhadinha em seu arsenal e só neste ano ele já leu 13 livros, além da Biblia inteira, fora os que ele aluga no colégio e algumas das minhas revistinhas em quadrinhos que eu já emprestei.

E o mais gartificante para mim, é saber que ele me cita com o exemplo, em cada uma de suas conquistas.

Se todos os pais incentivassem seus filhos à ler desde pequenos, o Brasil seria formado por pessoas com uma capacidade de raciocínio e crítica muito maior que hoje em dia.

Programas ao estilo do Datena, Casos de Família, Os Mutantes... com certeza não fariam parte da nossa televisão... E jornalistas seriam profissionais formados.

Com esse post queria deixar minha solidariedade com meus amigos jornalistas à cerca dessa lei que permite qualquer um se intitular jornalista. Eu que não sou (nem pretendo ser, pelo menos agora) fiquei embasbacado com essa decisão. Só falta agora qualquer açogueiro se intitular médico e enfermeiro.

Sou a favor de uma educação decente à todos. Pode parecer clichê, mas o futuro está em nossas mãos.

Cabe a nós incentivarmos nossos filhos desde a infância a tomar "gosto" mesmo pela leitura. Pois acredito que através dela as portas do mundo se abre e como disse, nosso senso crítico fica cada vez mais aguçado nos permitindo tentar acertar em nossas escolhas.

Boa semana!!!

3 comentários:

  1. Concordo plenamente!!! Além disso, a leitura diminui o número de analfabetos funcinais cujo número é alarmante no Brasil. Pra quem não sabe, analfabeto funcional é a denominação dada à pessoa que, mesmo conseguindo ler algumas frases e textos é incapaz de interpretar ou decodificar as idéias ou informações contidas.

    ResponderExcluir
  2. Realmente, se os pais e familiares estimulassem o hábito da leitura em seus filhos, a sociedade seria muito mais consciente de seus direitos e deveres, muito mais capacitada para enfrentar os problemas e mais crítica em relação aos mais diversos assuntos.

    Que bom saber que você também é contrário à essa lei da não-obrigatoriedade do diploma para os jornalistas. Sou estudante de Comunicação Social- Jornalismo e também estou indignado com essa decisão absurda do STF!

    Parabéns pelo texto. Está ótimo!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Sorte de seu sobrinho que terá um bom futuro e não se perderá no meio do caminho

    é preciso de inteligência
    ! ! !

    ResponderExcluir

Aguarde, em breve seu comentário será aprovado... Lembre-se que este espaço é visitado por pessoas de todas as idades e credos, por isso, comentários que ofendam a moral e os bons costumes serão rejeitados. Enquanto isso, aprecie sem moderação!