quinta-feira, 7 de maio de 2009

Especial Superman


O noivado e o segredo revelado!!!

Em 1991, Clark Kent e Lois Lane se tornam noivos, e o herói revela sua identidade secreta a ela. Curioso notar que nessa época não existiam mais as regras que impediam que Clark e Lois se casassem ou que o triângulo amoroso entre Clark, Lois e o Superman fosse alterado de alguma forma. A evolução que o personagem teve na Terra 2 agora era compartilhada por sua versão pós-crise.

Apocalypse: A morte !!!!

Em 1992, para dar a resposta à Marvel e à recém-inaugurada Image Comics, que batiam recordes de vendas com sua nova geração de desenhistas, a DC decide reformular boa parte do seu universo com sagas que tinham como objetivo colocar o UDC na mídia novamente. Assim, decidem matar o Superman na história que é considerada como a mais famosa de todos os tempos.

O evento atingiu repercussões nunca antes vistas em todos os meios de comunicação e foi um tremendo sucesso. Superman morre nas mãos do monstro Apocalypse após uma devastadora batalha nas ruas de Metrópolis. O impacto de sua morte é sentido em todo o universo DC nos meses seguintes, e na série Reign of Supermen (no Brasil, O Retorno do Super-Homem) novos personagens surgem como o novo Superboy, Aço, uma versão remodelada do Erradicador e o novo vilão Superciborgue.

Superman retorna da morte de cabelos compridos e as mentes criativas por trás do enorme sucesso da saga se manteriam durante toda a década de 90.

O casamento.

Mas após o sucesso da Morte, o herói entraria numa fase de enorme crise criativa

Nessa época, os roteiristas tentaram sem sucesso recuperar o personagem com sagas e eventos bombásticos, sendo o mais importante com certeza o casamento com Lois Lane em 1996 (assim como acontecia na mesma época no seriado Lois & Clark), além de uma tentativa fracassada de alterar o visuale os poderes do herói, tornando-o um ser de energia na fase que ficou conhecida como a "Fase Elétrica".

Paralelamente a isso, roteiristas como Mark Waid na série Kingdon Come e Grant Morrison na revista mensal JLA mostravam uma versão do Superman mais próxima a apresentada por Elliot S! Maggin nos anos 70 e 80 e bem diferente ao Superman que aparecia nas revistas mensais e seguia a cronologia Byrne. A versão dos dois roteiristas era aclamada pelos leitores e pela crítica, mas isso não convenceu a DC a permitir que ambos pudessem por em prática o projeto de uma nova reformulação do Superman que eles elaboraram ao lado dos roteiristas Tom Peyer e Mark Millar.

As Quatro Estações

Mas apesar da DC ter recusado a proposta, os planos de uma nova reformulação não foram descartados, e em 1999, uma nova equipe criativa assumiria liderada pelo roteirista que se tornaria um dos mais importantes para o herói na era atual, Jeph Loeb.

Loeb, que já havia trabalhado com o personagem em 98 na mini-série For All Seasons (As Quatro Estações, no Brasil) começaria com histórias simples que restabeleceriam o herói como o maior ícone do UDC em seu primeiro ano, mas logo depois iniciaria uma saga polêmica para mostrar que realmente queria deixar sua marca.

A fase de Jeph Loeb ficou marcada pela criação de novos conceitos que aproximariam o universo do herói a fase pré-crise. O novo Bizarro, um novo Brainiac andróide, o retorno de Krypto, entre outros. A fase também ficou famosa por colocar Lex Luthor na presidência dos EUA e pela saga Mundos em Guerra, que afetaria todo o universo DC. Mas a história mais polêmica na época acabou sendo novamente sobre a origem do herói.

Em 2001, Loeb e sua equipe contaram uma saga em 4 capítulos que alterava tudo o que se sabia sobre Krypton até então. Na verdade, a saga batizada de "Retorno a Krypton" trazia de volta a Krypton clássica pré-crise com elementos da Krypton vigente na época, criada por Byrne.

Na história, Superman descobre que o planeta de onde veio não era frio e estéril como ele acreditava. Era um planeta cheio de vida, avançado tecnologicamente, e seus pais, Jor-El e Lara se amavam e eram casados. Ele descobre isso através de uma nova mensagem enviada por Jor-El onde ele alegava ter mentido sobre o planeta para que Kal-El não sentisse tanto a perda de seu

mundo natal. O holograma mostra então o que aconteceu de verdade. Após descobrir que o planeta iria explodir, Jor-El tenta avisar o Conselho, que não acredita nele, em grande parte por culpa do General Zod, que alega que Jor-El ficou louco. Ele volta para seu laboratório e, com ajuda de sua esposa Lara, coloca o bebê Kal-El na nave e o envia para a Terra. Tudo relacionado a versão de John Byrne revelava ser falso, como a guerra dos clones, a câmara matricial e a sociedade fria que aboliu seus sentimentos.


Clark e Lois em Krypton


Através da Zona Fantasma, Superman e Lois Lane visitam o planeta antes da destruição, e uma série de referências a clássicas histórias pré-crise é mostrada. O General Zod, o Conselho Científico, Krypto, Nightwing e Flamebird (no pré-crise, eram as identidades que Superman e Jimmy Olsen adotavam na cidade de Kandor. Nessa história, Flamebird era encarnada por Lois Lane). Durante a visita, eles conhecem Jor-El e Lara e numa cena curiosa, Superman salva Krypton da destruição. Porém, se por um lado a DC se livrava das diretrizes que impediam o casamento de Lois e Clark, por exemplo, por outro adotava novas que impediam que alguns conceitos estabelecidos por Byrne fossem alterados. Assim, não ficava claro se a nova Krypton era real ou não, e a questão ficou no ar até uma segunda série ser produzida no ano seguinte, pela mesma equipe criativa, com exceção de Jeph Loeb que havia saído dos títulos do herói e substituído por Geoff Johns, onde toda a verdade do planeta era revelada.


Em "Retorno a Krypton II", Superman descobre que o Krypton que ele visitou era uma criação de Brainiac 13 (uma nova versão de Brainiac vinda do futuro) com o intuito de atrair o Superman até lá e deixá-lo sem poderes, à mercê da destruição. Com isso, a versão de Krypton de Byrne permaneceria como a verdadeira e o novo Krypton da Zona Fantasma seria apenas uma homenagem as histórias clássicas do Homem de Aço.


Mas tudo estaria para mudar rapidamente quando a DC aprovaria um projeto de Mark Waid para o personagem. E novamente, tudo o que sabíamos sobre ele seria reconsiderado.


Fonte: Kal http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=22877969



Semana que vem, postarei o último capítulo da saga do Homem de Aço para a alegria ou trsitesa de muito. Ate lá!!!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguarde, em breve seu comentário será aprovado... Lembre-se que este espaço é visitado por pessoas de todas as idades e credos, por isso, comentários que ofendam a moral e os bons costumes serão rejeitados. Enquanto isso, aprecie sem moderação!