quinta-feira, 28 de maio de 2009

Ti Ti Ti

Cinquentão
Domingo, logo após o Fantástico, a Globo exibirá o especial "Elas Cantam Roberto", fazendo parte das comemorações dos 50 anos de carreira do rei.

Confesso que não era muito fã de seu estilo musical, mas desde o último especial exibido no final do ano passado (que por sinal, foi o melhor da programação), em que Roberto Carlos se apresentou ao lado de Caetano Veloso, passei a vê-lo com outros olhos.

O G1 trouxe a notícia completa do show, vejam a seguir: "O espetáculo foi gravado pela TV Globo e será exibido pela emissora no próximo domingo (31). Futuramente, o especial dará origem, ainda, a um CD e a um DVD. Talvez por conta disso a apresentação tenha ocorrido num clima um tanto frio, sem comunicação das “divas” com o público. Nem mesmo Hebe Camargo, que foi a primeira a subir ao palco, falou com a plateia. A artista, no entanto, fez os fãs voltarem à era do rádio com sua interpretação de “Você não sabe”, de Roberto e Erasmo Carlos.

Ivete Sangalo foi quem quebrou o protocolo e arrancou risadas durante sua participação no show. Depois de cantar a clássisca “Os seus botões”, a baiana aproveitou o intervalo antes da faixa “Olha” para entreter o público com piadas. “Era para eu ficar quieta, mas eu não consigo”, disparou, enquanto a equipe de produção fazia ajustes no palco. “Estou bo
nita? O que é que vocês acham?”, provocava, para deleite dos fãs. “Robertão é massa. Eu adoro!”

O tão esperado momento lindo aconteceu mesmo quando finalmente Roberto Carlos apareceu para os últimos números. Foi só cantar os primeiros versos de “Emoções” para que a plateia se desmanchasse em gritos de “você merece”. A apoteose se deu quando todas as cantoras retornaram para o ato final, entoando “Como é grande o meu amor por você”, uma de cada vez, ao pé do ouvido do Rei. Os pedidos de bis foram atendidos, e o grupo voltou ao palco para cantar “É preciso saber viver”. Embora nenhuma das cantoras consiga substituir a presença do próprio Roberto Carlos, o espetáculo vale como mosaico de sua obra, tão eclética e universal que pode ser interpretada dos mais diferentes jeitos, e com os arranjos mais inusitados.

Se Fernanda Abreu mostrou uma versão suingada de “Todos estão surdos”, a atriz Marília Pêra fez uma interpretação dramática de “120, 130, 150 Km por hora”. Marina Lima tocou guitarra e transformou “Como dois e dois”, de Caetano Veloso, em um rock. Já Sandy soltou a voz adocicada em “As canções que você fez pra mim”. Mart’nália fez um samba em “Só você não sabe”; ao passo que Adriana Calcanhotto dispensou a orquestra para apresentar, sozinha ao violão, a faixa “Do fundo do meu coração”.

O especial de domingo contará com a presença de 20 personalidades da música brasileira, dentre elas, Sandy, Ivete Sangalo, Paula Toller, Alcione, Wanderléia, Marília Pêra, Adriana Calcanhoto, Ana Carolina, Fafáde Belém, Daniela Mercury e Hebe Camargo.

Resultado: Não perco por nada!

Um comentário:

Aguarde, em breve seu comentário será aprovado... Lembre-se que este espaço é visitado por pessoas de todas as idades e credos, por isso, comentários que ofendam a moral e os bons costumes serão rejeitados. Enquanto isso, aprecie sem moderação!