quarta-feira, 13 de maio de 2009

Especial Superman

Hoje para alegria ou tristesa de muitos chega o fim do Especial Superman. Sei que muitos ao entrarem no Tô Ligado! nem passavam o olho... Mas a grande maioria comentava comigo no MSN (um absurdo, não deixaram nenhum comentário no blog) que estavam adorando conhecer mais a tragetória do Homem-de-Aço. Nesses três meses escutei de tudo: que o especial era um porcaria, que estavam curtindo, que eu podia colocar tudo de uma vez só, que era pra postar bem pouquinho para demorar acabar... enfim, de tudo um pouco. Houveram ate sugestões de novos especiais mas, esse é um caso a pensar.

Vamos então ao que interessa:

O Legado das Estrelas

Em 2003, Mark Waid recontava a origem do Superman mais uma vez na mini-série Birthright ("O Legado das Estrelas" no Brasil). Inspirado pelos filmes de Christopher Reeve, pelas histórias de Maggin e pelo novo seriado Smallville, Waid criou uma história que tentava mesclar todas as versões já conhecidas do herói numa só, respeitando tanto os fãs do pré-crise quanto do pós-crise, e também de todas as mídias como TV e Cinema.

Waid apresenta um Krypton mais próximo à versão clássica do planeta, um mundo avançado repleto de maravilhas que seria destruído pelo Sol vermelho. Jor-El, após descobrir a verdade, tenta convencer o conselho científico, mas e

les alegam que tudo precisa ser analisado antes.

Ao voltar para seu laboratório, decide enviar seu filho, Kal-El, para a Terra, num protótipo de uma nave. Ele tem dúvidas quanto a isso, mas Lara o convence de que é necessário para que seu filho tenha uma chance de sobreviver. Eles o colocam na nave junto com um livro eletrônico que traz a história de Krypton e de uma manta vermelha, azul e amarela com o símbolo da casa de El (a idéia de tornar o símbolo do Superman um sím

bolo da casa de El é inspirada no filme de 78).

Ao chegar a Terra, Kal-El é criado por Jonathan e Martha Kent, e após atingir a maturidade, decide viajar pelo mundo e ajudar as pessoas em segredo. Na África, conhece um ativista africano que o ensina a importância de respeitar suas origens e de tentar inspirar o mundo através de seus atos, coisa que ele nunca conseguiria fazer escondido. Assim, Clark volta para Smallville e cria sua identidade de Superman com a ajuda de Martha e com a relutância de Jonathan. Ele usa as imagens do livro eletrônico e a manta deixada por Lara na nave para criar um traje inspirado nas roupas e na cultura kryptonianas.

Ao chegar em Metrópolis, em outra cena inspirada no filme, Superman salva Lois e Jimmy de um acidente de helicóptero durante um ataque de helicópteros do governo sabotados por Lex Luthor. Clark consegue emprego no Planeta Diário após revelar a conexão de Luthor com o ataque.

Waid resgata a amizade de Clark e Luthor em Smallville e apresenta um Luthor muito próximo ao de Maggin nos anos 70, um garoto brilhante mas que nunca teve seu gênio reconhecido e acabou se isolando. Seu único amigo era Clark Kent, mas a amizade acaba quando Luthor sofre um acidente em seu laboratório quando tentava abrir um portal para Krypton através da kryptonita. Paranóico, acreditou que Clark estava contra ele assim como toda a cidade. Após o acidente, Luthor vai para Metrópolis e funda a Lexcorp, que usa para descobrir mais sobre vida extraterrestre. Quando o Superman chega em Metrópolis, Luthor tenta fazer contato mas é rejeitado pelo herói que conhece sua verdadeira natureza. Luthor então revela ao mundo que o Superman é um alienígena e forja uma invasão kryptoniana na Terra fazendo com que o mundo fique contra o herói.

Clark e Lois da linha All Star !!!

Superman consegue provar que tudo é uma fraude ao salvar uma criança diante das câmeras e expor que os kryptonianos eram falsos. Luthor tenta abrir o portal para Krypton novamente, e o Superman tem um vislumbre de sua origem e de seus verdadeiros pais.

Talvez o maior mérito de Birthright tenha sido não só manter diversos conceitos pós-crise, mas também permitiu que outros pré-crise retornassem sem que isso entrasse em conflito com a cronologia atual.

E é isso que faz com que o personagem se mantenha vivo durante tantas décadas. Seja como o herói americano, o último filho de Krypton, o tímido repórter na cidade grande ou o maior herói de todos os tempos, Superman atravessou gerações de leitores se firmando como o principal personagem do gênero.

Fonte: http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=22877969

Agradecimentos ao Karl que cedeu pra gente este especial.
Até a próxima!


Um comentário:

  1. Olá, tudo bem? Pra falar a verdade, não assisto muito às séries dos EUA... Mesmo assim, na década de 90, acompnahava As Incrpiveis Aventuras do Superman (acho que é esse o título). Abraços, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir

Aguarde, em breve seu comentário será aprovado... Lembre-se que este espaço é visitado por pessoas de todas as idades e credos, por isso, comentários que ofendam a moral e os bons costumes serão rejeitados. Enquanto isso, aprecie sem moderação!